10 curiosidades do Alentejo

O Alentejo é um destino turístico amado por seus vinhos, vilarejos charmosos, cidades históricas e belos cenários repletos de tranquilidade. Mas é também um lugar com muitas singularidades. Listamos abaixo dez curiosidades do Alentejo. Surpreenda-se!

É a maior região de Portugal

Sim! Com seus 31,6 mil quilômetros quadrados situados ao sul de Lisboa, o Alentejo é a maior região portuguesa. De fato, ocupa 34,3% do território do país! Além disso, o nome Alentejo significa, basicamente, “além do Tejo”, pois a região está situada depois deste rio em relação à capital.

Sua maior cidade tem apenas 50 mil habitantes

Foto: Victor Carvalho

Embora seja a maior região do país, o Alentejo conta com cerca de 700 mil habitantes. Isso porque seu território é recheado por pequenas cidades e vilarejos, além de propriedades rurais. De fato, a maior cidade alentejana é Évora, que tem uma população de 50 mil pessoas. Por isso, as estradas que cortam a região são tranquilas, as cidades esbanjam sossego e os horizontes são belíssimos e limpos de poluição.

A região tem 140 quilômetros de litoral

Quem vive no Brasil acaba não pensando muito em praia quando planeja uma viagem a Portugal. Mas esta é uma das melhores curiosidades do Alentejo: a região tem 140 quilômetros de litoral para descobrir e, para completar, é lá que estão algumas das melhores praias europeias. Há, por exemplo, praias mais calmas e mais agitadas, com e sem ondas, com extensos areais ou protegidas por falésias.

O maior lago artificial da Europa fica do Alentejo

Vista para o Lago Alqueva
Foto: Victor Carvalho

O Alqueva é, talvez, um dos elementos mais marcantes da paisagem alentejana. Isso porque o lago possui cerca de 250 quilômetros quadrados! Mas, há cerca de 20 anos, ele não estava lá, já que é um lago artificial construído sobre o rio Guadiana, que alterou significativamente o panorama regional.

O céu alentejano é premiado

Outra das melhores curiosidades do Alentejo. Você provavelmente nem sabia que um céu poderia receber prêmios, mas o desta região conseguiu! O trecho em questão fica justamente na área do Alqueva, um lugar perfeito para observar os mistérios do universo, onde a visibilidade de estrelas é excelente. Esta área foi o primeiro destino do mundo a ter a certificação Starlight Tourist Destination da UNESCO, que atesta a sua qualidade para observação de estrelas, já que não há poluição luminosa. 

A região conta com cinco títulos da UNESCO

Além da certificação Starlight, o Alentejo conta também com cinco títulos de Patrimônio da Humanidade da UNESCO. Primeiramente, há os patrimônios históricos: a cidade de Elvas e o centro histórico de Évora. Em segundo lugar, tempos as patrimônios culturais: o figurado em barro de Estremoz e o Cante Alentejano, expressões artísticas tradicionais, e a arte chocalheira, uma tradição milenar da região. Por fim, há um bônus: embora não seja exclusiva do Alentejo, a prática da falcoaria também foi certificada pela UNESCO e é muito comum na região.

O Alentejo tem muita história para contar

Muita mesmo! Quando se fala em monumentos históricos, você pode pensar em castelos medievais e igrejas incríveis. De fato, o Alentejo tem tudo isso, mas tem ainda mais. É possível encontrar, por exemplo, diversas heranças islâmicas do período da ocupação árabe na Península Ibérica, há mais de mil anos. Há também monumentos megalíticos com mais de 5 mil anos!

Esqueça a carne de gado

Com certeza, o gado não é tão consumido em terras portuguesas como é no Brasil. No Alentejo, o peixe é extremamente comum, assim como a carne de porco. Mas talvez uma das maiores novidades para o turista brasileiro é que os alentejanos adoram as carnes de caça, como javali, veado, lebre ou perdiz.

O porco do Alentejo é especial

Conforme falamos acima, os alentejanos consomem bastante carne de porco. Mas o porco alentejano não é igual àquele consumido no Brasil. Por causa da forma como são alimentados, com frutos de azinheiras, sua carne é comprovadamente mais saudável que a do porco tradicional, com menos gordura, calorias e colesterol.

A região é uma grande produtora de cortiça

Você sabia que Portugal é o maior produtor de cortiça do mundo? E grande parte dos sobreiros, árvores que fornecem o material, estão no Alentejo. Por certo, os turistas podem aproveitar a viagem para aprender como funciona o processo de produção e para que serve a cortiça – afinal, muito além das rolhas, essa matéria-prima é usada até mesmo como isolante térmico para foguetes! Para completar, pelas estradas locais, é possível ver campos extensos repletos de sobreiros.