4 motivos para descobrir as vinícolas alentejanas

O Alentejo não só é rico em heranças históricas e paisagens naturais surpreendentes como também proporciona as melhores experiências aos amantes dos vinhos. O enoturismo na região é uma atividade muito buscada por turistas do mundo inteiro, confirmando a excelência do destino nesse quesito.

Ao todo, o Alentejo conta com 320 produtores da bebida e 20 mil hectares de plantação de vinhas distribuídos por todo o seu território. Com isso, é quase impossível escolher apenas uma vinícola para visitar. A seguir, listamos os motivos para explorar a vasta oferta enoturística alentejana.

1 – Variedades de produção e atrações

São mais de 70 vinícolas preparadas para receber visitantes. Assim, é possível aprender sobre os diferentes processos de produção, armazenamento e cada tipo de uva utilizada para fazer os vinhos alentejanos. Há também lugares que promovem atividades voltadas para toda a família, como passeios de balão, passeios de charrete e piqueniques.

2 – Vinho também é cultura
As vinícolas podem ocupar edifícios históricos, ou então, ter exibições de arte contemporânea ou de artefatos antigos da fabricação das bebidas. O interessante é que, em cada uma, você poderá presenciar um pouco da história da propriedade.

3 – Degustar os pratos da gastronomia singular
A experiência com os vinhos fica ainda mais completa quando estes são harmonizados com as deliciosas comidas típicas, como carne de porco e cordeiro (borrego). Afinal, estamos falando de uma das mais autênticas gastronomias de Portugal.

4 – Quanto mais vinho, melhor

Para os apreciadores desta iguaria, provar uma boa taça de vinho já é uma boa razão para ir a diferentes locais e saborear das mais diversas marcas e tipos, como tintos, rosés e brancos. Os iniciantes ainda podem aprender mais sobre como degustar e reconhecer os aromas, sabores e texturas, usando todos os sentidos para obter sensações únicas que só o vinho alentejano proporciona.