Os encantos da cidade de Moura

moura-capa
Não faltam motivos para visitar a bela e simpática vila alentejana de Moura, situada próxima à margem do rio Guadiana, uma região de colinas onduladas onde crescem extensos olivais. O local também é famoso por sua excelente produção de vinhos!

Um passeio pelas ruas do bairro Mouraria é suficiente para perceber a forte herança árabe. Construído em torno de um antigo poço, o Museu Árabe é uma ótima opção para aqueles que têm curiosidade em aprender mais sobre esse local com história tão rica. A Torre de Taipa, localizada no edifício da biblioteca municipal, é mais um legado da arquitetura moura.

A vila ainda possui exemplares únicos de estruturas militares do início do séc. XVII, como o Edifício dos Quartéis, constituído por diversas construções. Numa das extremidades encontra-se a capela do Senhor Jesus dos Quartéis. A cerca de três quilômetros da cidade ergue-se sobre uma colina isolada a pitoresca torre militar conhecida por Atalaia Magra, que também não pode ficar de fora do roteiro.

Moura também conta uma trágica história de amor que remete às origens do nome da cidade. Em 1166, a vila se chamava Al-Manijah e era dominada pelos muçulmanos. Porém, no dia do casamento da princesa moura Salúquia o castelo foi atacado pelos cristãos e ela perdeu seu amado. Preferindo a morte à se tornar escrava, Salúquia atirou-se da torre mais alta do castelo. Hoje, a torre que leva o nome da princesa é um dos pontos turísticos mais visitados da vila.