Natureza alentejana: quatro lugares para conhecer

O Alentejo tem muito a oferecer aos seus visitantes: patrimônios históricos, muita cultura, vinhos e gastronomia de primeira, hotéis incríveis e atrações naturais. Vale a pena conhecer todas essas facetas da região, mas existem algumas maravilhas da nossa natureza que são imperdíveis. Confira quatro delas abaixo e certifique-se de que estão em seu roteiro!

Lago Alqueva

Foto: Victor Carvalho

Maior lago artificial da Europa, o Alqueva surgiu com a construção da Barragem de Alqueva, construída no rio Guadiana. Por seu tamanho, ficou conhecido pelos portugueses como Grande Lago. Sua imensidão não só torna a paisagem da região belíssima, mas também garante muitas atividades para os visitantes.

Por lá, é possível fazer passeios de barco, alugar um barco-casa, conhecer as aldeias situadas em suas margens e praticar esportes aquáticos como vela, esqui aquático, wakeboard, andar de canoa ou caiaque.

Baía de Setúbal

Foto: Vertigem Azul

Esta baía de águas serenas fica a 50 quilômetros de Lisboa, onde o rio Sado e o Oceano Atlântico se encontram. Uma das mais belas do mundo, conta com uma natureza exuberante e paisagens de tirar o fôlego.

O lado sul da baía faz parte do Alentejo, abrangendo a deslumbrante península de Tróia e Comporta, que têm praias lindas. Suas águas são povoadas por graciosos golfinhos, que podem ser vistos em passeios de barco. Também é um bom lugar para esportes aquáticos, como kitesurfe, windsurfe, canoagem, vela e mergulho. Em terra, é possível fazer caminhadas, passeios a cavalo e observação de pássaros.

Vale do Guadiana

O Vale do Guadiana, por sua vez, fica no sudeste do Alentejo, quase na fronteira com a Espanha, e guarda paisagens magníficas, flora exuberante e fauna com animais como o lince-ibérico, o grifo e a águia-real.

Os turistas podem explorar as trilhas espalhadas pelo parque a pé ou de bicicleta, descer o rio de canoa, curtir a incrível praia fluvial da Tapada Grande e conhecer o Pulo do Lobo, uma queda d’água de 20 metros de altura que tem margens rochosas que parecem tão próximas que alguém poderia saltar de um lado a outro.

Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina

Foto: João Mariano

Este é um dos trechos de litoral mais preservados de toda a Europa, atraindo zoólogos, botânicos e estudiosos da natureza de todo o mundo. Mas turistas também adoram essa região marcada por falésias escarpadas que protegem praias isoladas, com ótimas ondas para esportes como o surfe.

Uma das atividades mais famosas para realizar no parque é uma das trilhas da Rota Vicentina, que reúne percursos de caminhada, trekking e ciclismo que passam pelos mais belos recantos da região.