As melhores trilhas pelo Alentejo

Fazer trilhas é uma ótima opção para quem quer conhecer destinos e curtir belas paisagens de uma forma totalmente imersiva. De fato, o Alentejo tem algumas das trilhas mais bonitas de Portugal, com ótima sinalização e para os mais variados níveis de preparo físico dos turistas. Confira abaixo algumas delas!

Caminhos de Santiago no Alentejo

São 1,4 mil quilômetros de trilhas que seguem rumo norte, explorando os mais belos cenários, tradições e patrimônios da região. Além disso, pelo trajeto, que pode durar até 30 dias de caminhada, ainda estão espalhados pontos de apoio e para a obtenção da Credencial do Peregrino e carimbos. Existem três percursos diferentes: Caminho Central, Caminho Nascente e Caminho da Raia. Saiba mais em www.caminhosdesantiagoalentejoribatejo.pt.

Rota Vicentina

Foto: Rota Vicentina

É uma das mais famosas do mundo e, assim como os Caminhos de Santiago, conta com diversas trilhas diferentes. Elas são divididas em três tipos: o Caminho Histórico, o Trilho dos Pescadores e os Percursos Circulares. Os dois primeiros são grandes rotas que vão de norte a sul (e vice-versa), uma delas pelo interior e outra pelo litoral. Em contrapartida, os Percursos Circulares são trilhas menores que permitem que os viajantes comecem e terminem o caminho em um mesmo ponto. Além disso, todas as trilhas passam por alguns dos cenários mais bonitos de Portugal. Saiba mais em rotavicentina.com.

TransAlentejo

Por fim, o projeto TransAlentejo conta com quase 30 trilhas pelo interior alentejano. Variando de 6 a 20,8 quilômetros de comprimento, elas permitem que se conheça melhor as paisagens de cada destino da região. Os caminhos do TransAlentejo passam por locais encantadores como Belver, Castelo de Vide, Marvão, Portalegre, entre outros. Veja mais: http://www.visitalentejo.pt/pt/o-alentejo/natureza/percursos-transalentejo.

Dica

Apesar de muitas dessas trilhas não exigirem tanto do visitante, é sempre bom estar preparado para as longas caminhadas. A dica é estar com roupas apropriadas e levar uma mochila com algumas coisas essenciais como, por exemplo, água, um lanchinho saudável, kit de primeiros socorros, uma capa impermeável para chuva, além dos documentos. Evite levar muito peso e objetos supérfluos. O ideal é que esta mochila não ultrapasse 10% do seu peso.