Mértola e o Vale do Guadiana

mertola-capa
Mértola é um lugar peculiar: foi uma cidade romana, mas também capital de um reino árabe. A vila guarda tesouros preciosos dos romanos, árabes e portugueses, e um passeio por suas ruas é um passeio pela história.

Seu castelo, por exemplo, foi a sede da Ordem de Santiago no século 14. Tem um recinto amuralhado de 3.000 metros quadrados, uma praça de armas e a monumental Torre de Menagem. Dela, a vista para as margens do rio é deslumbrante.

A igreja matriz, por sua vez, oficialmente a Igreja de Nossa Senhora da Anunciação, foi construída como uma mesquita no fim do século 12. Desta época, restam quatro portas de arco em ferradura e o mihrab, nicho de oração muçulmano. O portal renascentista e as torres cilíndricas são do templo cristão. O resultado é uma verdadeira obra-prima de história de arquitetura.

Mértola está localizada no sudeste português, inserida no Parque Nacional do Vale do Guadiana. Marcado por imensas planícies que se estendem até onde a vista não alcança, tem inúmeras trilhas e magníficas paisagens naturais. É no parque, que registra as mais altas temperaturas e o maior número de horas de sol de Portugal, que estão a Albufeira da Tapada Grande e a cascata do Pulo do Lobo. A primeira tem uma praia fluvial com canoas para alugar, mesas de piquenique e restaurante, e a segunda é a mais alta queda d’água do sul português.

Nos arredores, vale a pena conhecer as ruas estreitas e pitorescas de Serpa, com suas muralhas do século 14 e queijos deliciosos.