Degustando a gastronomia alentejana

capa_gastronomia

Ao visitar o Alentejo, esteja pronto para sair da sua rotina gastronômica. Aqui, a cozinha tem personalidade forte e muito diferente da brasileira. Para começar, esqueça o arroz e o feijão: o que não falta nos pratos alentejanos é o pão. Ninguém come uma refeição sem pão, e você também vai ser conquistado por ele.

Depois, a carne. Deixe de lado a carne de gado ou o frango, porque o mais comum por aqui são o porco e o carneiro. Junte a esses ingredientes básicos os temperos da terra – pois os campos alentejanos não são apenas belíssimos, mas também férteis – e, com as mãos cheias de sabedoria de quem conhece verdadeiros segredos, tem-se uma cozinha simples, mas imaginativa.

Alho, cebola, azeite… Tudo isso está presente na culinária brasileira. Mas aqui, além disso, capricha-se no coentro, na hortelã, no orégano, no louro e outras ervas aromáticas.

Um dos pratos principais são as açordas. O caldo é simples, mas saboroso: de cordeiro, de cação, de tomate, de toucinho… Seja qual for o sabor, o acompanhamento é o mesmo: o pão, é claro. Com essa iguaria, mergulha-se o pão no caldo para encorpar. Aliás, elas são até mesmo chamadas de “sopas de pão”!

Elas podem ser o prato principal, sim, mas muitas vezes as açordas são apenas a entrada para algo mais, como as tradicionais migas, que também levam o popular pão duro e costumam acompanhar a carne de porco.

Mas as especialidades da região não se resumem a isso! O Alentejo é um exímio produtor de enchidos, queijos, azeitonas… Para não falar dos doces conventuais e dos vinhos, que estão entre os melhores do mundo. Você com certeza vai sentir saudades dos nossos restaurantes ao voltar para o Brasil!